• 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
2020

25 Mar

Batida (AO/PT)

Felipe Cordeiro (BR)

26 Mar

Deathcrush (NO)

TrapFunk&Alivio (BR)

MC Tha (BR)

Patricktor4 (BR)

Da Matta (BR)

Cacique’97 (MOZ/PT)

Batida (AO/PT)

Los Bitchos (UK)

Club Makumba (PT)

Glauque (BE)

Saudade (BE)

Maria Reis (PT)

Fado Bicha (PT)

Castilho (PT)

GANSO (PT)

MONDAY (PT)

Torii (NL)

Aurora Pinho (PT)

Cancro (PT)

Romero Ferro (BR)

Gents (DK)

Los Sara Fontan (ES)

Catarina Munhá (PT)

ascendant vierge (FR)

EJ Marais (ES)

Flore Laurentienne (CAN)

Drik Barbosa (BR)

BISON BISOU (FR)

PINPILINPUSSIES (ES)

Manel Cruz (PT)

La Tiguerita (ES)

Susobrino (BE)

Inhumankind (ES)

27 Mar

La Chica (FR)

Johan Papaconstantino (FR)

DJ Marfox (PT)

Hadi Zeidan (FR/LBN)

Héloa (BR)

Papillon (PT)

Marinho (PT)

Huan Huan (TW)

Norberto Sanches (ST)

Gato Preto (MOZ/DE)

Janeiro (PT)

Sensible Soccers (PT)

Murman Tsuladze (GE)

Rakky Ripper (ES)

RomeroMartín (ES)

David Bruno (PT)

Kenya Racaile (ES)

Giovani Cidreira (BR)

DTM Funk (BE)

Karel (NL)

Oilskin (NO)

José Valente (PT)

Sunflowers (PT)

MURAIS (PT)

IAN (PT)

AMAURA (PT)

The Psychotic Monks (FR)

BLACK PANTERA (BR)

Vaiapraia (PT)

dj. flugvel og geimskip (IS)

Luís Severo (PT)

AMPARITO (ES)

RAY (PT)

Camila Fuchs (MEX/DE)

BABii (UK)

Ko Shin Moon (FR)

25 Mar

Music Moves Europe

15:15 - 16:15

debate

Nesta sessão, especialistas da UE e do setor musical dão a conhecer as principais características e perspectivas do “Music Moves Europe”, a primeira iniciativa europeia dedicada ao sector musical. O compromisso da UE em aumentar o apoio ao ecossistema musical europeu, o que isso significa na prática e o seu desenvolvimento dos próximos anos será também partilhado neste painel. Estudos, projetos inovadores, perspectivas de financiamento: esta é a oportunidade de conhecer todas as possibilidades de apoio à música a nível da UE. Escusado será dizer que uma parte significativa da sessão será dedicada a uma sessão de perguntas e respostas com os nossos especialistas.

Guest Speakers:

Fabien Miclet (FR)

Susana Costa Pereira (PT)

Frank Kimenai (NL)

Sustainable practices in the music industry

16:00 - 17:30

workshop

[O workshop realizou-se em Setembro de 2020 no ciclo de workshops, debates e masterclasses presenciais MIL after MIL.]

Sessão de trabalho teórico-prático com um grupo de 15 a 20 participantes sobre prácticas que as entidades culturais devem implementar de modo a garantir uma acção mais sustentável e reduzir o seu impacto ambiental.

Guest Speakers:

Lucy Latham (UK)

A importância das publicações indepedentes na criação de comunidades

14:00 - 15:00

Nos últimos 15 anos assistiu-se a uma proliferação de publicações, sobretudo online, com foco na música independente e nos talentos emergentes. Nestes meios os artistas encontram um espaço mediático para divulgarem o seu trabalho. Nesta conversa, a Punch Magazine convida três meios de comunicação independepentes para refletirem sobre  o papel das publicações e meios de comunicação online independentes na criação de comunidades de fãs e a sua importância na divulgação de artistas emergentes no início de carreira.

Guest Speakers:

Teresa Colaço (PT)

Pedro Miguel Coelho (PT)

Rodrigo Vaz Pinto (PT)

Pop.lar

10:00 - 19:00

exhibition

Pop’lar é uma exposição interativa que pretende democratizar o imaginário da música popular portuguesa. Partindo de uma coleção privada de cassetes, o visitante é convidado a explorar ativamente o conteúdo musical, através de uma mostra que destaca o design das capas, permitindo associações inesperadas entre vários artistas da música popular portuguesa dos últimos 40 anos. De Ágata a Zeca Afonso.

Curadoria de Joana Lourencinho Carneiro
Instalação de Mecha Estúdio

Fundação GDA

15:30 - 16:30

apresentação

A Fundação GDA foi criada em 2010 pela cooperativa GDA – Gestão dos Direitos dos Artistas, com a missão de valorizar e dignificar a carreira de artistas intérpretes, nomeadamente músicos, atores e bailarinos. A sua atividade procura favorecer a diversidade e a participação cultural, promover a qualidade de vida e bem-estar dos artistas, bem como a sua formação e qualificação, simultaneamente protegendo e divulgando os seus direitos.

Mário Carneiro, Diretor Geral da Fundação GDA expõe uma perspetiva global do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Fundação neste contexto, apresentando os programas e mecanismos de cariz cultural, social, institucional e educacional, de apoio aos projetos dos artistas e à sua prática profissional.

Guest Speakers:

Mário Carneiro (PT)

Lisboa: uma cidade musical?

15:15 - 16:15

talk

[O debate realizou-se em Setembro de 2020 no ciclo de workshops, debates e masterclasses presenciais MIL after MIL.]

A música e as cidades estão intimamente ligadas: não podemos imaginar uma cidade sem atividade musical, assim como é difícil dissociar certos géneros e estilos de música popular do ambiente urbano em que surgiram.

Nos últimos anos, o termo “cidade musical” foi adoptado como catch-phrase para designar “um lugar com uma economia musical vibrante que foi intencionalmente apoiada e promovida” por via da política da música. Nessa perspetiva, a música torna-se um ativo valioso para a cidade que “precisa ser avaliado, gerido e avaliado” como qualquer outra infraestrutura urbana. Por outro lado, para os críticos desse paradigma, o conceito de “cidade musical” representa apenas outra estratégia de cima para baixo do branding da cidade para impulsionar o turismo e aumentar a competitividade no contexto global, como exemplifica a Rede de Cidades Musicais da UNESCO.

Neste painel, interroga-se a noção de “cidade da música” em relação ao próspero ecossistema musical de Lisboa e também às ameaças e oportunidades que fenómenos urbanos como a gentrificação e a turistificação representam para a vida musical da cidade. O encerramento de locais tradicionais de música ao vivo, o aumento geral dos preços e do custo de vida, o desenvolvimento de Lisboa como cidade turística e os novos estilos de consumo a ela associados, ou a implementação de novos regulamentos que controlam as atividades nocturnas são alguns dos desenvolvimentos recentes que repensam como Lisboa pode ser uma cidade da música.

 

Guest Speakers:

Isabel Novais (PT)

Helder Moutinho (PT)

Alix Didier Sarruoy (FR)

mina

Joana Krämer Horta (PT)

Iñigo Sánchez (ES)

Brazilian music market today: numbers and opportunities for europeans

16:30 - 17:30

apresentação

Especialistas no mercado de música brasileiro dão a conhecer os pontos de interesse dos profissionais europeus para a circulação artística em território brasileiro: estrutura e perfil de programação musical dos venues da cidade de São Paulo (9ª cidade mais importante no consumo de streaming segundo dados de 2018 da IFPI); e o mapa dos festivais brasileiros (quase 2 mil festivais).

Guest Speakers:

Juli Baldi (BR)

Maithê Bertolini (BR)

Ricardo Rodrigues (BR)

Conexão Brasil-Portugal

14:00 - 15:00

talk

Com o recente aumento do fluxo migratório do Brasil para Portugal, a comunidade artística brasileira a viver em Portugal cresceu também ela significativamente, introduzindo uma variedade de novas práticas e eventos que dinamizam a vida cultural nas suas cidades.

Devido a este fenómeno, as sinergias criadas entre os dois territórios e seus agentes incentivaram vários artistas a atravessar o Atlântico para se darem a conhecer ao público português e, a partir daí, explorarem o mercado de música europeu, multiplicando-se também os artistas portugueses que fazem o percurso inverso.

Neste painel, Ava Rocha, Hélio Morais, Cigarra e Di Cândido refletem sobre o potencial da conexão Brasil-Portugal na introdução destes artistas para cada um destes territórios e as características da cena musical brasileira que vive agora em Portugal.

Guest Speakers:

Mariana Duarte (PT)

Diego Candido (BR)

Ágatha Barbosa/Cigarra (BR)

Hélio Morais (PT)

Ava Rocha (BR)

Innovation in the Creative Industries: keynote with Yvan Boudillet

16:30 - 17:30

keynote

Criando pontes entre projectos inovadores, startups e indústrias criativas, Yvan Boudillet, fundador de TheLynk, soma mais de 15 anos de experiência no setor das tecnologias digitais. A convite da StartUP Lisboa, Yvan é o protagonista de uma apresentação keynote sobre inovação nas indústrias criativas onde vai mostrar como está a impulsionar o desenvolvimento de projetos inovadores nas indústrias criativas e a fomentar a transformação digital do setor.

Guest Speakers:

Yvan Boudillet (FR)

Data Analytics: understanding cross-platform performance

14:30 - 15:30

masterclass

A análise de dados não é um método desconhecido para a indústria da música, mas com o aumento do consumo digital de música, a quantidade de informação e dados disponíveis multiplicou-se significativamente. Num nível extremo, os dados são utilizados para informar a prática criativa com vista a quebrar novas tendências musicais, mas uma interpretação eficiente e responsável deste tipo de informação pode potencialiar o desenvolvimento de carreiras, maximizar a interacção, o alcance e o desempenho geral entre plataformas, maximizando-se, assim, receitas.

Nesta masterclass, Sammy Andrews, CEO & fundadora da empresa deviate digital, partilha as ferramentas necessárias para interpretar a multiplicidade de dados e métricas que as diversas plataformas digitais nos fornecem, com o objetivo de melhorar o desempenho e interação nas redes sociais, serviços de streaming e outras plataformas digitais.

 

Guest Speakers:

Sammy Andrews (UK)

Artist Management by ARDA Academy

12:00 - 13:30

workshop

Numa oficina de 2h, Luis Viegas, diretor da Ao Sul Do Mundo, manager de Conan Osiris e agente de Elza Soares ou Bulimundo desmistifica qual o papel de um manager na gestão e potencialização da carreira de um artista. O objetivo primordial desta sessão é a partilha de ferramentas e metodologias utilizadas na relação artista > manager, e deste com toda a cadeia de profissionais que fazem parte da estrutura de mercado onde os artistas circulam.

Guest Speakers:

Luís Viegas (PT)

26 Mar

Guitarras ao Alto

15:30 - 16:00

apresentação

Guitarras ao Alto é um evento único que acontece no Alentejo, inspirado pela música, vinho e gastronomia.

Clean Scene

14:45 - 15:15

apresentação

Um compromisso verde para a comunidade de música de dança. O primeiro projecto da Clean Scene é uma ferramenta fácil de usar para calcular a compensação da pegada do caborno dos DJs e agências, convidados a fazer um compromisso verde para reduzir o seu impacto ambiental. É simples, rápido e barato.

Guest Speakers:

Chal Ravens (UK)

Green Mountain Lodge

15:30 - 16:15

apresentação

Green Mountain Lodge é uma empresa de consultadoria que desenvolve estratégias criativas no sector da música, cultura e media.

Guest Speakers:

Josh Greenberg (USA)

DATA SIM: Women in Music

16:30 - 17:30

apresentação

Nesta apresentação, a DATA SIM discute os resultados da pesquisa inédita no Brasil “Mulheres na indústria da música no Brasil: obstáculos, oportunidades e perspectivas”, conduzida pela DATA SIM / SIM São Paulo em 2019. A pesquisa foi inspirada e compatibilizada com a pesquisa “Women In The U.S. Music Industry: Obstacles And Opportunities” del Berklee College of Music y Women in Music (WIM), que investigou a presença de mulheres no mercado musical dos EUA. Na apresentação, discutiremos os resultados do Brasil e as estratégias para a construção de um mercado musical menos desigual em todo o mundo, e como diferentes mercados podem colaborar para esse fim.

Guest Speakers:

Maithê Bertolini (BR)

Initiatives for a sustainable industry

15:15 - 16:15

talk

[O debate realizou-se em Setembro de 2020 no ciclo de workshops, debates e masterclasses presenciais MIL after MIL.]

Escusado será dizer que a indústria da música pauta-se pela sua precariedade. Como o Music Industry Investigation Report (2020) descobriu, o rendimento de um artista, que geralmente resulta das tours que realiza, não permite obter um salário digno. As tours são uma importante fonte de rendimento para um músico, trazendo consigo os seus próprios desafios, afectando o músico (esgotamento, falta de redes de apoio, longe da família) e outras questões ao nível social, como o impacto ambiental. A pressão de ser bem-sucedido e o apoio limitado disponível contribuem para as dificuldades da profissionalização dos artistas.  Para além disso, a saúde mental e o bem-estar não são levados em consideração ao avaliar o sucesso geral de um músico. Juntamente com a falta de diversidade (tanto em termos de pessoas de cor quanto de género), a multiplicidade de desafios para ganhar a vida na indústria da música pode ser desgastante. Este painel, com a curadoria do Keychange, oferece um espaço para dar a conhecer iniciativas atuais que oferecem soluções para estes problemas que afectam todo o setor. Da capacitação ao bem-estar, diversidade e sustentabilidade, serão discutidas formas de construir a indústria da música do futuro.

 

Guest Speakers:

Rosana Corbacho (ES)

Jess Partridge (UK)

Marie Fol (FR)

Gwendolenn Sharp (FR)

Is the European music industry in good shape?

11:15 - 12;15

talk

[Esta talk aconteceu em maio de 2020 como MIL URL talk, uma série de conversas online que não aconteceram no MIL 2020.]

Ser músico hoje leva a duas questões fundamentais: ser o próximo Avicii ou evitar ser o próximo Avicii? No sucesso ou no falhanço, perseguir uma carreira artística no meio artístico pode levar a uma imensa satisfação ou profunda desilusão, resultando na degradação da saúde mental e bem-estar dos artistas. Na era do streaming, quão saudável é a indústria da música europeia?

Guest Speakers:

Pierluxx (BE)

Sally-Anne Gross (UK)

Esther van der Poel (NL)

Sandrine Bileci (FR)

Coralie Cousin (FR)

Shkyd (FR)

Label Hunting

12:30 - 13:30

Com a crescente autonomia que os artistas têm para editar e distribuir a sua música por meios próprios, a ideia de assinar por uma editora pode parecer dispensável. No entanto, as editoras continuam a ser curadoras de grande influência com base na confiança que lhes é incutida. Isto leva-nos a questionar como é que as editoras têm vindo a reforçar a sua importância junto dos artistas e a repensar as suas relações com os mesmos?

Guest Speakers:

Robin Vincent (FR)

Rui Portulez (PT)

Matthew Errington (UK)

How music festivals became such a big business

12:00 - 13:30

Nunca existiram tantos festivais de música como hoje. A multiplicação destes eventos e a crescente competitividade do setor obriga os grandes festivais de música a repensar a sua relação com o público e a abordagem à programação artística, que é pressionada pela venda de bilhetes. Como é que um festival de música se torna, então, num negócio sem perder a sua identidade?

Guest Speakers:

Roberta Medina (BR)

Abel González (ES)

Peter Smidt (NL)

Ivan Milivojev (SR)

Pode o rap ser um elemento unificador da lusofonia?

14:00 - 15:00

talk

O rap é um género com décadas de história em Portugal, inserido no movimento do Hip Hop. Tem tido um crescimento inegável nos últimos tempos e se há uns anos era impensável um rapper viver da música, hoje esta é uma realidade cada vez mais notória. O rap enche Coliseus, faz parte da banda sonora da vida de muitos elementos das novas gerações e passa em estações de rádio como nunca.
Do português ao crioulo, o rap feito em Portugal facilmente chega a outros países lusófonos e cria pontes entre universos que puderam já estar distantes. O mesmo se passa com o rap produzido além-fronteiras que, através da língua, aumenta a sensação de comunidade que o Hip Hop sempre quis potenciar.
Entre a Europa, a África e a América do Sul, a língua une cidadãos do mundo, mas os contextos em que se apresenta modificam. De que forma o contexto altera a forma como se apresenta e percepciona o rap? Em que medida é que o rap contribuiu para que se unissem as comunidades lusófonas? Será a língua um elemento facilitador de exportação?
O Gerador e o MIL unem-se nesta conversa para provocar o encontro de um painel de oradores que se debatem com o potencial de colaboração e intercâmbio deste género nos territórios lusófonos e os desafios que enfrentam.

Guest Speakers:

Vinicius Terra (BR)

Carolina Franco (PT)

Drik Barbosa (BR)

Mundo Segundo (PT)

Green Room

14:00 - 14:30

apresentação

Green Room é uma associação sem fins lucrativos focada em introduzir soluções sustentáveis nas práticas dos artistas. Criadora do projecto e a campanha #GreenYourTouring.

Guest Speakers:

Gwendolenn Sharp (FR)

What does it mean to be a musician-slasher?

10:00 - 11:00

Atualmente, ser músico significa dominar a arte do multi-tasking: tocar um instrumento, fazer crescer a sua carreira, integrar uma rede de profissionais, promover o seu projeto, diversificar fontes de receita, gerir direitos de, entender e lidar com novas práticas digitais.

Hoje em dia, ser músico é ser um influencer e o principal interessado em sua carreira.

O SLASH partilha neste debate a vida quotidiana e o modelo de negócios, as alegrias e dificuldades dos músicos-slashers.

Guest Speakers:

Alice Hubley (UK)

Dorothée Hannequin/The Rodeo (FR)

Chloé Nataf (FR)

Matthew Errington (UK)

Podcast as marketing tools

14:00 - 15:00

talk

[Esta talk aconteceu em maio de 2020 como MIL URL talk, uma série de conversas online que não aconteceram no MIL 2020.]

A prominent trend in the past year, podcasts are important vehicles for the creation of micro-communities of fans, creating connections between those who listen and those who speak. The music industry is investing more and more in this format, which leads us to understand the importance of podcasts as music marketing tools.

Guest Speakers:

Rodrigo Nogueira (PT)

Xavier Filliol (FR)

Josh Greenberg (USA)

Emily Gonneau (FR)

Rethinking music video formats today

16:30 - 17:30

talk

[Esta conversa, realizada em parceria com o Canal180, aconteceu online através dos seus canais. Pode ser vista aqui.]

Desde os anos 80 que os vídeos musicais têm estado em constante evolução no seu formato, duração e direção, seja do ponto de vista comercial ou artístico. Na era digital, um vídeo musical é uma fonte de receita fundamental para os artistas, permanecendo o principal formato de streaming de música. Assim sendo, de que modo se está a dar a evolução dos vídeos musicais, tendo em conta as constantes transformações das plataformas e meios de comunicação? O Canal180 reúne criativos e realizadores de música para responder a esta questão.

 

Guest Speakers:

Ian Pons Jewell (UK)

Theresa Adebiyi (UK)

Luís Fernandes (PT)

Karen Saurí (ES)

Why we need to measure the value of live music spaces in the cities

11:15 - 12:15

talk

[Esta talk aconteceu em maio de 2020 como MIL URL talk, uma série de conversas online que não aconteceram no MIL 2020.]

Para que a importância cultural e económica dos espaços de música ao vivo nas cidades seja reconhecida, é fundamental investir em investigação, estudos e análises que permitam quantificá-la. Agentes culturais e investigadores responsáveis por trabalhos importantes nesta área partilham como desenvolveram estes estudos e o seu contributo para a valorização deste setor económico e cultural.

Guest Speakers:

Renata Gomes (BR)

Gonçalo Riscado (PT)

Simon Bray (UK)

Arne Dee (NL)

Lutz Leichsenring (DE)

Elise Phamgia (FR)

Big data at the service of music industry

15:15 - 16:15

talk

[Esta talk aconteceu em maio de 2020 como MIL URL talk, uma série de conversas online que não aconteceram no MIL 2020.]

A multiplicação de dados disponível está a transformar o modo como a indústria da música opera. A forma como este pedaço de informação se tornou tão relevante para o setor na fabricação de novos hits ou no desenvolvimento de comunidades de fãs, obriga a uma reflexão crítica sobre o modo com os dados estão a ser colocados ao serviço da indústria da música.

Como são os dados recolhidos e armazenados? Qual a importância da ética no seu consumo? De que modo as editoras os usam para seu benefício? Neste painel, pretendemos proporcionar o debate que já se impõe no momento em que os DSP´s (Digital Signal Processor) são a “next big thing”.

Guest Speakers:

Dorian Perron (FR)

Sammy Andrews (UK)

Sophie Goosens (BE)

Eamonn Forde (UK)

Music Industry and the carbon footprint

10:00 - 11:00

talk

[O debate realizou-se em Setembro de 2020 no ciclo de workshops, debates e masterclasses presenciais MIL after MIL.]

Chegamos a um ponto sem retorno: o impacto ambiental causado pela indústria da música atingiu dimensões que não podemos ignorar. Tours, festivais, concertos e o próprio consumo de música digital continuam a contribuir para este problema, mas já há quem esteja a agir ativamente para o combater. Quem são esses agentes?

Guest Speakers:

Dora Palma (PT)

Artur Mendes (PT)

Lucy Latham (UK)

Kyle Devine (NO)

Carolina Ferreira (PT)

Making Le Guess Who? a keynote interview with Bob Van Heur

16:30 - 17:30

keynote

No mês de Novembro de cada ano, a cidade de Utrecht, na Holanda, acolhe o Le Guess Who?, o festival que também é uma celebração dos sons globais nas suas várias expressões e da música que atravessa fronteiras. Elogiado como um dos mais diversos e entusiasmantes festivais da Europa, o Le Guess Who?, que resulta de uma abordagem singular ao processo de curadoria, tornou-se uma experiência inédita de descoberta do desconhecido, estando fortemente ligada à cidade de Utrecht.

Nesta entrevista, convidamos Bob Van Heur, diretor artístico e co-fundador do festival, para partilhar o processo de dar vida ao Le Guess Who ?, a importância da cidade de Utrecht na experiência do festival, e o processo de curadoria em que desafiam os artistas a assumirem o papel de curadores.

Guest Speakers:

Isilda Sanches (PT)

Bob Van Heur (NL)

Building a successful promotion campaign by Partisan Records

10:00 - 11:30

masterclass

As plataformas de streaming e os serviços digitais obrigaram-nos a repensar as campanhas de marketing para comunicar lançamentos de álbuns, concertos ou tours, colocando cada vez um maior enfase na componente visual. Quais são, então, as estratégias que permitem criar campanhas bem-sucedidas?

Theresa Adebiyi, diretora criativa da Partisan Records e antiga diretora de marketing da Ninja Tune, Ellie Rumbold, product manager da Partisan Records, desconstroem o processo de criação de uma campanha de promoção bem-sucedida, desde a conceptualização dos visuais até ao desenvolvimento da estratégia de marketing geral.

Guest Speakers:

Ellie Rumbold (UK)

Theresa Adebiyi (UK)

27 Mar

Keychange

14:30 - 15:30

apresentação

Keychange is a pioneering international initiative which transforms the future of music whilst encouraging festivals and music organisations to achieve a 50:50 gender balance by 2022. 74 emerging artists and innovators each year from across Europe and Canada will take part in international festivals, showcase events, collaborations and a programme of creative labs. Keychange aims to accelerate change and create a better more inclusive music industry for present and future generations.

Guest Speakers:

Marie Fol (FR)

On Copyright with SACEM

10:00 - 11:30

Neste workshop, a SACEM dá a conhecer quais são os mecanismos e serviços que têm ao dispor no que diz respeito ao registo de obras, registos e distribuição dos direitos de autor.

The emergence of a music monopoly

15:15 - 16:15

debate

Num período em que empresas como a Live Nation e a AEG estão a adquirir várias pequenas empresas para construir um monopólio, promotores independentes e proprietários de clubes enfrentam um grande desafio: aceitar o cheque ou enfrentar o Golias e arriscar tudo?

Guest Speakers:

Maria João Melícias (PT)

Frank Kimenai (NL)

Collective power: representing the rights and interest of the music sector

10:30 - 11:30

talk

Quem representa os direitos e interesses comuns dos vários intervenientes no setor da música? Sindicatos, associações e outras iniciativas homólogas têm um papel fundamental na proteção destes agentes. Reunindo um conjunto de organizações com esta missão, este painel pretende discutir e analisar as suas linhas de atuação e desafios que enfrentam.

Guest Speakers:

Corinne Sadki (FR)

Aline Renet (FR)

Suzanne Combo (FR)

Bruno Martins (PT)

Why do you (still) need an agent?

15:00 - 16:00

talk

Agora que os artistas têm cada vez mais meios para se tornarem as suas próprias empresas, a ideia de que podem ser os seus próprios agentes é algo que muitos consideram. Neste painel, reunimos agências de destaque a nível internacional para discutirem como um agente pode abrir portas a novos mercados e catapultar uma carreira internacional.

Guest Speakers:

Rick Morton (UK)

Pedro Trigueiro (PT)

Josh Greenberg (USA)

Clemence Renaut (FR)

Lucy Atkison (USA)

Building communities from cultural spaces

10:00 - 11:30

talk

Muitos centros culturais e artísticos estão desenvolver-se com vista a uma nova categoria de centro cultural, centrado na noção de “cultural third places”. Estes são espaços hibridos que oferecem dimensões funcionais e sociais diferentes ao combinarem múltiplos espaços de conhecimento, partilha de culturas e experimentação, incluindo ainda a ação e participação do público. Neste painel, pretendemos discutir o papel que estes centros culturais desempenham no desenvolvimento e aprendizagem das comunidades e como estão a trabalhar em novas formas de produção e distribuição de conhecimento.

Guest Speakers:

Paulo Silva (PT)

Andy Pratt (UK)

Ricardo Rodrigues (BR)

José-Manuel Gonçalves (PT)

Music trends: from regional to global

15:15 - 16:15

talk

Compreender uma tendência de música implica recuperar as suas origens e desenvolver a sua evolução do contexto local para o global. Numa perspetiva mais geral, as tendências de música popular refletem um som, prática ou cena musical de cariz regional – vimos isto a acontecer com o punk rock, pós-rock, hip-hop e outros. Agora, que as tendências de música vão e vêm, afastando-se cada vez das suas raízes anglo-saxónicas, como é que uma tendência prospera e cresce dos mercados regionais para os mercados globais?

Guest Speakers:

Hadi Zeidan (FR/LBN)

Craig Pennington (UK)

Bernard Batzen (FR)

Isilda Sanches (PT)

Chal Ravens (UK)

Where does art stand in a political divisive context?

16:30 - 17:30

talk

Num contexto de conflito e opressão, a arte e a cultura enfrentam diversos ataques e ameaças que têm o objetivo de reprimir e condenar estas formas de expressão artística. Perante o cenário de instabilidade política que prevalece um pouco por todo o mundo, atos de censura e perseguição estão a tornar-se cada vez mais frequente, o que torna urgente a reflexão sobre o papel activista da arte e da cultura nestes contextos. Partindo das suas experiências pessoais, convidamos três intervenientes a responder à questão: qual é o papel da arte num contexto político divisivo?

We need to talk about accessibility

11:45 - 12:45

talk

Enquanto as tecnologias quebraram algumas barreiras no acesso ao consumo de música, um número signicativo de pessoas não consegue ainda usufruir em pleno de eventos culturais. As barreiras físicas, a falta de políticas de inclusão, os preços inacessíveis, a ansiedade ou o assédio são alguns dos motivos apontados para tal acontecer. Importa, por isso, procurar uma solução para estes problemas.

Guest Speakers:

Gideon Feldman (UK)

Maria Vlachou (PT)

Cristiana Vale Pires (PT)

The streaming economy

13:45 - 14:45

talk

[Esta talk aconteceu em maio de 2020 como MIL URL talk, uma série de conversas online que não aconteceram no MIL 2020.]

Passados 12 anos, os mercados globais de streaming dominam a indústria a música: no relatório do IFPI, as receitas provenientes dos serviços de streaming são quase metade da receita global. Mas, embora o sucesso desse mercado seja inegável, também é verdade que há uma desaceleração no crescimento global da receita de streaming global, o que significa novos desafios para esses serviços. Por outro lado, a crescente complexificação do mercado de streaming torna-se um desafio para os artistas que pretendem maximizar as suas receitas.

Como é que os mercados do streaming vão manter este impulso de crescimento? Que mudanças e modelos devem ser pensados de acordo com as necessidades dos artistas?

Guest Speakers:

Andras Bodrogi (HU)

Robin Vincent (FR)

Terry Tyldesley (UK)

Josh Greenberg (USA)

Touring and sustainability

14:00 - 15:00

talk

Para serem reconhecidos, os músicos precisam de realizar espetáculos e fazer inúmeras digressões mundiais. Para a maioria, isso quer dizer um número muito significativo de viagens de avião e de carro anualmente.

Como repensar estas práticas sem com isso afetar o seu sucesso? Devem os artistas ter preocupações ambientais? E se sim, que tipo de mudanças têm que acontecer? O que são e como se processam os novos conceitos de “Slow Touring” ou “Green Rider”?  Sobre estas questões queremos fazer uma análise crítica. Já não basta pagar só a fatura da pegada de carbono.

Guest Speakers:

Lucy Latham (UK)

Yann Tambour (FR)

Gwendolenn Sharp (FR)

Chal Ravens (UK)

Sustaining Creativity: a keynote with Lucy Latham

10:00 - 11:00

keynote

[O debate realizou-se em Setembro de 2020 no ciclo de workshops, debates e masterclasses presenciais MIL after MIL.]

De que modo podem as indústrias culturais e criativas ser mais sustentáveis? A ideia de criatividade sustentável é possível? Lucy Latham, coordenadora de programa de Política e Cidades Julie’s Bicycle, vai realizar uma apresentação keynote sobre sustentabilidade no sector das indústrias criativas e culturais. Partindo do trabalho de investigação que a instituição britânica tem vindo a realizar sobre o impacto ambiental deste setor, Lucy Latham vai apresentar alguns indicadores que demonstram a dimensão desta problemática e refletir sobre o modo como as comunidades criativas devem reorientar as suas atividades tornando-as mais sustentáveis.

Guest Speakers:

Lucy Latham (UK)

Measuring the value of live music space in the cities

12:00 - 13:30

masterclass

[O debate realizou-se em Setembro de 2020 no ciclo de workshops, debates e masterclasses presenciais MIL after MIL.]

As salas de espetáculo de pequena e média dimensão são espaços de inovação, funcionando como uma plataforma que permite que artistas emergentes desenvolvam sua carreira. Para além disso, a partir destes espaços formam-se comunidades artísticas que incentivam às práticas criativas. O valor destes espaços nas cidades não é apenas cultural, mas também económico. Colocar isso em números é crucial para combater o encerramento de tantos espaços culturais.

Nesta masterclass, Lutz Leichensring foca-se na necessidade de medir e indexar o valor dos espaços de música ao vivo nas cidades, partindo da sua experiência enquanto consultor neste tópico. Simultaneamente, e considerando a pesquisa desenvolvida pelo Creative Footprint nas cidades de Berlim e Nova York, Lutz fornecerá as metodologias, abordagens e ferramentas utilizadas, apresentará os seus resultados e impacto nas cidades e discutirá maneiras de adaptá-la a diferentes ambientes urbanos.

Guest Speakers:

Lutz Leichsenring (DE)

Musicians' health and wellness by CURA Collectif

12:00 - 13:30

workshop

Workshop de duas partes sobre saúde mental e bem-estar organizado pelo CURA Collectif.

Physiotherapy with Coralie Cousin:
Os músicos são atletas de alta competição a nível emocional. No mundo da música, o lema “no pain no gain” faz com que muitos decidam sofrer em silêncio. A missão de Coralie Cousin é trabalhar lado a lado com músicos de forma a contrariar esta mentalidade, oferecendo conselhos e a ajuda médica necessária. Coralie Cousin partilha neste workshop a sua experiência enquanto fisioterapeuta de músicos há mais de 20 anos.
Nutrition with Sandrine Bileci:
A nutrição é fundamental para o corpo e a mente. Neste workshop, a Sandrine Bileci aborda o papel dos nutrientes para as estratégias da gestão de stress e o modo como os mesmos devem ser implementados pelos músicos em tours, concertos ou sessões de gravação.

Guest Speakers:

Sandrine Bileci (FR)

Coralie Cousin (FR)

cancelled due to covid 2019

MIL 2020 was canceled due to covid-19. Here’s what was scheduled and what we had the chance to make it happen on alternative formats.

Lineup-554
2019

27 Mar

Lula Pena (PT)

Letrux (BR)

28 Mar

Blu Samu (BE)

Moon Gogo (FR)

BIKE (BR)

Reis da República (PT)

Tribade (ES)

Bea Pelea (ES)

La Yegros (AR)

Rubel (BR)

Annie Sama (QC-CAN)

M¥SS KETA (IT)

Sturle Dagsland (NO)

Venga Venga (BR)

SEN (TW)

Ghost Hunt (PT)

NEEV (PT)

Blaya (PT)

Nouveaux Climats (FR)

MDCIII (BE)

Pongo (PT)

ITALIA 90 (UK)

The Homesick (NL)

Toty Sa'Med (AO)

Rumbo Tumba (AR)

Bruno Belissimo (IT)

Pedro Mafama (PT)

2DE1 (BR)

MC Buseta (ES)

29 Mar

Beatriz Pessoa (PT)

Môrus (PT)

Weekend Affair (FR)

KOMPROMAT (FR)

F/E/A (Forces Elèctriques d’Andorra) (ES)

Jaloo (BR)

BADSISTA (BR)

PATRICKØR4 (BR)

Cave Story (PT)

Bateu Matou (PT)

Miroca Paris (CV/PT)

Octa Push (PT)

João Pais Filipe (PT)

Marc Melià (BE)

Monolithe Noir (BE)

Filho da Mãe (PT)

Intana (ES)

Beautify Junkyards (PT)

Solar Corona (PT)

Charlie & the lesbians (NL)

Conjunto Corona (PT)

Fogo Fogo (PT)

Ditch Days (PT)

Melquiades (PT)

Edgar (BR)

88Balaz (TW)

Someone Who Isn’t Me (GR)

Guiss Guiss Bou Bess (FR/SN)

Esc (IT)

Bluish (PT)

Ramonzin (BR)

OMAR JR (FR)

Hysj (NO)

Bobbie Johnson (UK)

30 Mar

Scúru Fitchádu (PT)

Conan Osiris (PT)

Ghost of Christmas (FR)

OTROTORTO (PT)

Dope Saint Jude (ZA)

Rymz (QC-CAN)

Ibaaku (SN)

Nídia (PT)

27 Mar

Blockchain: Como pode um sistema Peer-to-Peer (P2P) apoiar e melhorar a indústria da música?

17:30 - 18:30

P2P came to be considered as the main threat to the music industry. Could Blockchain be the solution? To what extent can decentralized registration protocols help musicians to create and ensure that their rights remain secure? How can governments and their regulatory agencies contribute to a better balance between art and business? Law, culture, technology and entrepreneurship join hands in order to answer all these questions and many more.

Guest Speakers:

David Serras Pereira (PT)

Sabine Seymour (AT)

Maxime Faget (DE)

South of Europe Music Export

15:30 - 16:30

O Sul da Europa é uma região com grande potencial criativo, sendo a casa de alguns dos artistas mais criativos na Europa. Por isso mesmo, as possibilidades de internacionalização multiplicam-se. Quais são, então, as principais características do mercado de música do Sul da Europa e como estão os export offices de música a trabalhar de modo a potenciar a exportação e internacionalização dos seus talentos?

Guest Speakers:

António Miguel Guimarães (PT)

Gabriel Rebollo (ES)

Julien Fournier (BE)

Hugo Ferreira (PT)

Nur Al Habash (IT)

Iro Siamanta (GR)

Merchandising as a brand extension

17:00 - 18:00

[talk in english]

Merchandising é uma ferramenta de marketing na indústria musical desde os anos 60. Além de ser uma forma de gerar receita, os produtos de merchandising funcionam como uma extensão da marca de um artista ou editora. Hoje em dia, existem mais colaborações entre artistas e marcas, designers ou designers de alta moda do que nunca, reforçando a importância dos produtos de merch.

Este painel tem como objetivo discutir a evolução do merchandising, a sua relação com o design e a moda e como funciona como forma de comercialização da marca do artista.

Guest Speakers:

Amorim Ferreira (PT)

Tersha Willis (UK)

Joaquim Albergaria (PT)

Bruno Dias (PT)

Lusofonia: uma língua que pouco ou nada colabora

14:00 - 15:30

[Talk in Portuguese]

Embora haja uma linguagem compartilhada, as colaborações entre países de língua portuguesa ainda têm um longo caminho a percorrer. Alguns agentes que têm liderado uma mudança neste cenário discutem os seus projectos e as formas como têm vindo a construir pontes entre os países de língua portuguesa.

Guest Speakers:

Wilson Vilares (AO)

Selma Uamusse (MOZ)

Luís Oliveira (PT)

Fabiana Batistela (BR)

Kalaf Epalanga (AO)

Cultural Economics

14:00 - 15:30

A criatividade pode ter um efeito transformador em todos os aspectos de nossas vidas? As novas tecnologias e inovação possibilitam capital criativo e potencializam o crescimento da economia da arte?

Nesta masterclass, Andrew Erskine, um Associado Sénior da Tom Fleming Creative Consultancy, aborda as interseções entre inovação e economia criativa e como o capital criativo individual e coletivo pode ser desbloqueado por meio de novos usos da tecnologia e como podemos criar valor por meio da cultura.

Guest Speakers:

Andrew Erskine (UK)

Music Promotion Strategies: Direct-To-Fan Connection and Data Analysis

10:00 - 11:30

Os artistas passam muito tempo em contacto com os seus fãs e a promover a sua música online, especialmente nas redes sociais. Enquanto isso, o número de canais de comunicação pelos quais os artistas podem se comunicar multiplicou-se (plataformas de streaming, concertos, etc …) de forma inversamente proporcional ao tempo disponível para os mesmos.

A questão hoje é: funciona? E como podemos ter certeza de que não é apenas uma perda de tempo? Nesta masterclass, Emily Gonneau ajudará os artistas a promover a sua música com eficácia, apresentando os dados-chave que estes devem analisar para entender quem são os seus fãs e dando-lhes conselhos práticos e diretos sobre como alavancar seus esforços com um forte foco direct-to-fan.

Guest Speakers:

Emily Gonneau (FR)

Keynote interview: Pena Schmidt

17:30 - 18:30

Pena Schmidt é um produtor musical brasileiro. Trabalhou para a Warner Music, fundou o selo indie Tinitus e foi presidente da Associação Brasileira de Música Independente. Pena foi o homem por trás do crescimento de bandas como Mutantes e atualmente é assessor, investigador e consultor de projetos como Natura Musical, MusicaMinas e Itaucultural. Nesta entrevista, Pena vai compartilhar as suas visões sobre o cenário atual da música indie e projetos como #alistadaslistas.

A entrevista será conduzida por Henrique Amaro, radialista da Antena 3.

Guest Speakers:

Henrique Amaro (PT)

Pena Schmidt (BR)

Music Production - a workshop by Manuel Faria

11:00 - 12:30

Neste workshop, Manuel Faria, produtor musical e especialista em engenharia de som, irá partilhar técnicas e métodos para melhor ajudar um artista a fazer com que a sua música seja vendida, partilhada e consumida.

Guest Speakers:

Manuel Faria (PT)

What is Music Publishing? a workshop by Yannick Jame

15:00 - 16:30

A publicação e os direitos autorais podem ser uma receita fundamental para os artistas. Neste workshop, Yannick Jame, especialista na área de direitos autorais, explicará os fundamentos do publishing e dos direitos autorais, ao mesmo tempo que dará ferramentas e métodos que ajudarão os artistas a tirar melhor proveito disso.

Guest Speakers:

Yannick Jame (PT)

Keynote Interview: José Mário Branco (PT)

16:00 - 17:00

José Mário Branco é um dos cantautores que renovou a canção portuguesa nos anos 60 e 70, sendo um dos expoentes máximos da canção de intervenção portuguesa. Em concertos ou álbum, como compositor de letras ou arranjos, José Mário Branco é autor de um trabalho singular na cena musical portuguesa. Trabalhou com outros artistas de canção de intervenção como José Afonso, Sérgio Godinho ou Fausto Bordalo Dias. Também compôs para teatro, música e cinema.

Guest Speakers:

Gonçalo Frota (PT)

José Mário Branco (PT)

Innovation: Keynote with Pedro Moura

12:00 - 13:00

MIL também é uma plataforma para a inovação. Mas o que é inovação e como abordá-la? Numa parceria com a Start Up Lisboa, Pedro Moura vai focar-se nesta grande palavra em 3 actos: primeiro, do ponto de vista conceptual e teórico e do ponto de vista prático e metodológico. Em seguida, Pedro focará em casos reais apresentados pelos tutorandos do programa JUMP e o público será convidado a participar e pensar criticamente sobre o conceito.

Guest Speakers:

Pedro Moura (PT)

28 Mar

Next Destination: São Paulo

10:30 - 11:30

[debate em inglês]

Next Destination presents three cities with music scenes of great vitality and the opportunities they offer for the development of a musical career.

São Paulo is the most populous city in Brazil and South America. Considered one of the main cultural capitals in Latin America, São Paulo is home to the largest market for Brazilian culture, having a rich and diverse music scene, influenced by musical cultures from Worldwide.

Guest Speakers:

Fabiana Batistela (BR)

André Bourgeois (BR)

Fernando Soares (BR)

Letz Spindola (BR)

Growing Trend: MPB - Música Pop Brasileira

12:00 - 13:00

Growing Trends reveals three musical trends that are gaining international recognition, their characteristics and the artists responsible for the internationalization of the practice.

What does Brazilian Pop Music sound like? Much more than MPB, the popular music of the largest country in Latin America that is conquering the world is permeated by the rhythms of funk, axé, forró, sertanejo, hip-hop and electronic music.

Guest Speakers:

Fabricio Nobre (BR)

Nuno Pacheco (PT)

Letrux (BR)

Pena Schmidt (BR)

Healthy Road Lifestyle

17:45 - 18:45

[Conversa em inglês]

Road life is anything but easy. To the endless hours in an uncomfortable van are added the successive unloading and loading of heavy material, fast food-based meals, or the distance from home. For this very reason, the physical and mental well-being of musicians on tour is an issue of increasing importance within the music industry.

In this conversation, good practices and ways to maintain a healthy lifestyle on the road are discussed.

Guest Speakers:

Lina Ugrinovska (MKD)

Davide Pinheiro (PT)

Clare Scivier (UK)

Dirk De Clippeleir (BE)

Carolina Kopf (PT)

European Copyright reform: what's going on?

14:00 - 15:30

[conversa em inglês]

The debate on the reform of copyright rules in the EU has been going on for some time and it is not always clear what is at stake: fair remuneration? Transparency for music licensing? One thing is certain: it is a complex and fundamental theme for the music ecosystem, both in Europe and in the rest of the world. This conversation brings together agents who have been at the forefront of this debate in recent years who will present the various outlines of this issue.

Guest Speakers:

Sophie Goossens (BE)

Sofia Alves (PT)

Christine Nitsch (DE)

Paul Pacifico (UK)

Tools and tips to manager your artist’s career at its best

16:00 - 17:30

Agentes de artistas internacionais de destaque discutem estratégias de gestão de carreira.

Guest Speakers:

Matthew Errington (UK)

Ana Rosas (PT)

Clementine Bunel (UK)

Thiago Piccoli (BR)

Hugo Ferreira (PT)

Didier Zerath (FR)

Next Destination: Taipei

15:45 - 16:30

[talk in english]

Next Destination apresenta três cidades com cenários musicais ricos. Os principais agentes nesses mercados explorarão suas principais características e oportunidades para desenvolver uma carreira musical

Embora desconhecida para muitos agentes europeus, Taipei tem a cena musical independente mais influente do continente asiático. A capital mais descontraída da Ásia diferencia-se de cidades como Shangai, Hong Kong ou Seul pelo forte investimento em música ao vivo e produção artística independente.

Guest Speakers:

Yu-Nung Lin (TW)

Weining Hung (TW)

Signed, Sealed, Delivered: Record Labels Today

14:00 - 15:30

Se é verdade que entramos na era “dashboard” da indústria da música, como Sam Potts disse uma vez, como estão as editoras a reinventarem-se no contexto do streaming de música e a repensar as suas abordagens convencionais para atender às necessidades dos novos modelos de consumo ?

Guest Speakers:

Bruno Martins (PT)

Russell Crank (UK)

Afonso Rodrigues (PT)

Severin Most (DE)

Why are playlists more important than ever

14:00 - 15:00

Já foi dito que as playlists são o consumo futuro de música. Nesse ecossistema, os curadores têm um papel crucial como gatekeepers, à semelhança de rádios e editoras: ter uma música em destaque na playlist certa pode levar um artista a ser descoberto por milhares de novos fãs. Um painel de especialistas discute como as playlists estão levando a uma mudança de paradigma na forma como a música é consumida, distribuída e criada.

Guest Speakers:

Juli Baldi (BR)

Sammy Andrews (UK)

Luís Clara Gomes (PT)

Hugo Hernández (ES)

Next Destination: Luanda

14:30 - 15:30

Next Destination apresenta três cidades com cenários musicais ricas. Os principais agentes nesses mercados explorarão as suas principais características e oportunidades para desenvolver uma carreira musical.

Luanda é a capital de Angola e a maior cidade do país. Berço do kuduro e kizomba, Luanda viu a sua cena musical desenvolver-se numa cena diversa e independente.

Guest Speakers:

Isilda Sanches (PT)

Toty Sa'Med (AO)

Kalaf Epalanga (AO)

Money Talks: how music funding works

11:30 - 13:00

Nem sempre é fácil saber com quem falar quando se trata de apoio financeiro para um projeto musical. Seja uma tournée, um álbum, uma organização profissional, um export office… A selva de financiamento de música às vezes pode ser bem densa. Local, nacional, europeu, público ou privado, o nosso painel irá apresentar um mapa para navegar nesta paisagem complexa, com exemplos de vários países e várias abordagens ao financiamento da música.

Guest Speakers:

Susana Costa Pereira (PT)

Frank Kimenai (NL)

Veronica Pessoa (BR)

Shain Shapiro (CAN)

Nur Al Habash (IT)

Creative Entrepeneurship in Music in Digital Age

16:00 - 17:30

Paul Pacifico é o CEO da Associação de Música Independente do Reino Unido. Anteriormente,foi o CEO da The Featured Artists Coallition e presidente da International Artist Organization. Nesta keynote, Pacifico explora o tema do empreendedorismo criativo em música na era digital, levando em consideração a mudança de paradigma entre o “velho” e o “novo” mundo.

Guest Speakers:

Paul Pacifico (UK)

Workshop by Believe Digital: Best Practices – Playlists + Trade Marketing

15:00 - 16:30

Guest Speakers:

Raquel Martins (PT)

Mariona Sagues (ES)

Hugo Hernández (ES)

29 Mar

Growing Trends: Spanish Trap

15:30 - 16:30

[conversa em inglês]

In the suburbs of Madrid and Barcelona, ​​a new musical trend is emerging: the spanish trap. Influenced by the sub-genre of transatlantic rap, the spanish trap crosses the trap with reggaeton, salsa and flamenco and the videos of its protagonists reap millions of views on youtube.

Guest Speakers:

Aïda Camprubí H. (ES)

Live music venues as hubs for new talent

16:00 - 17:00

Através de oportunidades de concertos, residências, salas de ensaio e estúdios, os espaços dedicados à música desempenham um papel crucial para desenvolver novos talentos. Em alguns países europeus, beneficiam de um apoio nacional para desenvolver essas atividades e construir o terreno para uma florescente cena musical local. Projetos como o Liveurope surgiram justamente para ampliar esse processo e impulsionar as carreiras internacionais de novos artistas europeus em locais icónicos através de suas fronteiras.

Como é que estes espaços, iniciativas nacionais e plataformas europeias trabalham para apoiar melhor os talentos promissores (locais ou internacionais)? E como novos artistas podem se beneficiar desse tipo de apoio?

Guest Speakers:

Elise Phamgia (FR)

Paul Bradshaw (LUX)

Fabrício Nobre (BR)

David Dehard (BE)

Marcus Carbon (FR)

Audrey Guerre (FR)

Europe is dead. Long Live Europe

17:30 - 18:30

Europe is going through a period of crisis and discredit. Following the austerity crisis, populism has regained strength, several countries are experiencing an identity crisis and there is, let us admit, no signs of optimism or hope. This panel reflects on this scenario and the possibilities to counter it. What if culture is the answer?

Guest Speakers:

Fabien Miclet (FR)

Shkyd (FR)

Elise Phamgia (FR)

Frank Kimenai (NL)

Iro Siamanta (GR)

Data SIM

14:00 - 15:00

In 2018, SIM SÃO PAULO launched its research center, the only one in Brazil dedicated 100% to data collection, studies and mapping of the Brazilian music market, sponsored by Natura Musical, supported by J.Leiva Cultura & Esporte, by Sympla and directed by Fabiana Batistela and Dani Ribas. In the last edition of the event, in December last year, the results of his first two projects were presented: “The Music Market of São Paulo – Part I, Live Music Venues” and “The Map of Brazilian Festivals”. For MIL, DATA SIM will present part of these two surveys, highlighting the space occupied by international artists in these two scenarios, in addition to showing how data can help us to create exchange strategies between Brazil and Portugal.

Guest Speakers:

Juli Baldi (BR)

Dani Ribas (BR)

Fabiana Batistela (BR)

Pena Schmidt (BR)

Curation, Location, Innovation: what difference does it make in a music festival?

15:30 - 17:00

O número de festivals de música está multiplicar-se a um ritmo tão acelerado que é cada vez mais difícil dar conta de todos os eventos. Então, o que determinar o sucesso de uma festival de música? Bob Van Heur (Le Guess Who?), Tom Michelberger (PEOPLE Festival) e Márcio Laranjeira (Tremor) discutem formas de curadoria inovadoras e transdisciplinares e a importância do espaço na criação de uma experiência singular nos festivais de música.

Guest Speakers:

Márcio Laranjeira (PT)

Bob Van Heur (NL)

Alessandra di Caro (IT)

Tom Michelberger (DE)

Safe environment for the dancefloor

14:00 - 15:30

[debate em inglês]

O consumo de drogas e álcool excessivo, o assédio sexual ou problema do som e da sustentabilidade são alguns dos desafios que os clubes nocturnos, salas de espectáculo e festivais enfrentam para criar um ambiente seguro. Em Safe Environment for the Dancefloor, discutem-se linhas de actuação e soluções que permitam agir sobre estas e outras problemáticas.

Guest Speakers:

Cristiana Vale Pires (PT)

Jordi Nofre (ES)

Jochen Schrooten (BE)

João Matias (PT)

Why Content Creation Matters

11:30 - 13:00

[Conversa em inglês]

In a time when social media and multimedia platforms that encourage user-generated content in its various formats are multiplying, audiovisual content gains a priority place within the artists’ communication strategy as a brand, allowing artists to maintain frequent contact with their audience.

This panel brings together experts with inspiring content projects to discuss how content creation can complement the creative process of artists.

Guest Speakers:

Luís Fernandes (PT)

Katarina Becic (DE)

David Bruno (PT)

Christophe Abric (FR)

Ana Sampaio Barros (PT)

New Rules: Music Journalism in 2019

12:00 - 13:00

Music journalism has undergone so many changes in the past decade that it is difficult to define today. This panel will explore the recent transformations in this area, what it means to be music journalism today and what the future holds for the next generations of taste makers and trendsetters.

Leave your worries at the door, and welcome to the future of music journalism.

Guest Speakers:

Shkyd (FR)

Chal Ravens (UK)

Mário Rui Vieira (PT)

Alícia Álvarez (ES)

Music Journalism by Simon Reynolds

10:00 - 11:30

Ao contrário do que muitos possam dizer, o jornalismo musical está bem vivo. Porém, as mudanças ocorridas na era digital obrigaram a repensar quais as abordagens que permitem que as publicações tenham sucesso e sejam readaptadas a novos formatos.

Nesta aula teórico-prática, Simon Reynold, crítico musical desde os anos 80, irá explorar os fundamentos do jornalismo musical e o seu estado atual, oferecendo ferramentas e métodos para fazer melhores críticas e desenvolver publicações.

Guest Speakers:

Simon Reynolds (UK)

Keynote Interview: Pete Kember (Sonic Boom)

14:00 - 15:00

[Talk in English]

Spacemen 3 foi apenas o começo de uma trajetória brilhante para o produtor e músico Pete Kember (Sonic Boom). Após o fim do grupo, Kember iniciou novos projetos onde continuamente explorou a sua visão única sobre música e som. Além de sua prolífica carreira como músico, possui um vasto currículo de colaborações com artistas como MGMT ou Panda Bear. Nesta entrevista keynote, Pete Kember voltará algumas décadas atrás, à era dos Spacemen 3, e refletirá sobre a sua visão atual sobre música e som, bem como o papel do produtor musical.

Guest Speakers:

Joaquim Quadros (PT)

Pete Kember (UK)

Collective Management and Career Development in the Digital Era

16:30 - 18:00

O digital cria novas oportunidades de desenvolvimento de carreira para artistas. A gestão de direitos desempenha um papel fundamental nesta nova realidade econômica: novas formas de recolher e distribuição de direitos, novas oportunidades de promoção de obras, novos esquemas de apoio aos artistas … Como otimizar a gestão de direitos digitais para o desenvolvimento artístico?

Guest Speakers:

Ibaaku (SN)

André Bourgeois (BR)

Aline Jelen (FR)

Virginia Dias Caron (FR)

Akotchayé Okio (BJ)

Em 2019, o número de profissionais envolvidos e a soma de expectadores diários triplicou face à primeira edição. Com um modelo de festival consolidado que coloca a tónica na formação e inovação, proporcionaram-se extraordinários momentos de debate e formação não só entre profissionais e agentes do sector da música vindos de todo o mundo como também com agentes culturais e dinamizadores da cidade.

No seu programa artístico, o MIL continua a sua missão de dar a conhecer as novas tendências da música popular da actualidade, com um foco na produção lusófona, cujas características inspiradoras e diversidade chegam aos quatros cantos do mundo.

Lisboa foi o ponto de encontro de 920 profissionais. 265 artistas proporcionaram 78 actuações que aconteceram em 8 salas de espectáculos. Foram 3973 os espectadores que estiveram presentes nos três dias do festival. 69 debates, masterclasses, keynotes, workshops, apresentações e encontros impulsionaram a rede profissional do MIL.

Lineup-229
2018

04 Abr

Capitão Fausto (PT)

The Legendary Tigerman (PT)

Boogarins (BR)

05 Abr

Best Youth (PT)

Alek Rein (PT)

Júlio Resende (PT)

Black Snake Moan (IT)

Boogarins (BR)

Candeleros (ES)

Captain Casablanca (DK)

Chapelier Fou (FR)

Corine (FR)

Diron Animal (AO)

El Señor (PT)

Ermo (PT)

Hypersex by Moullinex (PT)

Joon Moon (FR)

Killimanjaro (PT)

Le Motel (BE)

Maurício Takara (BR)

Mr Gallini (PT)

MOKRI (NO)

NERVE (PT)

Núria Graham (ES)

O Gringo Sou Eu (BR)

Paraguaii (PT)

Phoenician Drive (BE)

P.L.I.N.T. (BR/AR)

Sampladélicos (PT)

Temé Tan (BE)

The Legendary Tigerman (PT)

Ricardo Dias Gomes (BR)

The Poppers (PT)

The Zephyr Bones (ES)

Voicello (ES)

06 Abr

Aeromoças e Tenistas Russas (BR)

Banda B.Leza (CPV)

Bruno Pernardas (PT)

Cary or Not Cary (BR)

Chinaskee & Os Camponeses (PT)

DARK TIMES (NO)

Elbi (FR)

Fugly (PT)

Futuro Pelo (FR)

Galo Cant'Às Duas (PT)

Gonçalo (PT)

HHY & The Macumbas (PT)

Jay Moreira (CPV)

Joana Guerra (PT)

Júlio Resende (PT)

Keep Razors Sharp (PT)

KO KO MO (FR)

LaBaq (BR)

Luís Severo (PT)

L.Teez & Aeon Seven (CA)

Mighty Sands (PT)

MONDAY (PT)

Naive New Beaters (FR)

OPS (BR)

Névoa (PT)

Passo Largo (BR)

Process of Guilt (PT)

Sean Riley (PT)

TOFT (NO)

Whales (PT)

When 'Airy Met Fairy (LU/IS)

Zulu Zulu (ES)

05 Dez

Iguana Garcia (PT)

04 Abr

Hip Hop: Porque Continuamos A Não Falar Sobre Isto?

17:00 - 18:00

O hip-hop chega a milhares de pessoas através de uma rede de autopromoção na qual os meios digitais são um recurso fundamental. Três rappers de contextos diferentes reúnem-se nesta conversa para explicar como promovem a sua música e como chegam às pessoas. Assim, será possível compreender de que modo os diversos discursos do rap se difundem para além do contexto local e qual o papel da Internet na criação de um espaço participativo e de inclusão. A visão de António Brito Guterres permitirá pensar como é que estas dinâmicas reflectem a relação entre centro e margem das cidades.
Guest Speakers:

Landim (PT)

Juana Na Rap (PT)

Inês Henriques (PT)

TNT (PT)

Tour: DIY

15:00 - 16:00

Fazer uma tournée é o sonho de qualquer banda. Viajar por (e talvez conquistar) diferentes territórios, alcançar novos públicos e quebrar eventuais barreiras culturais, e por vezes linguísticas, é um desafio que não está ao alcance de todos. Três bandas nacionais que têm vindo a tocar cada vez mais vezes fora partilham o seu percurso, experiências e métodos Do-It-Yourself, mostrando como é possível chegar a circuitos internacionais sem ter que recorrer a agentes internacionais.

Guest Speakers:

José Gomes (PT)

Teresa Castro (PT)

João Desmarques (PT)

Joaquim Quadros (PT)

Daniel Makosch (PT)

Keynote interview: José Fortes

14:00 - 15:00

José Fortes é um renomado produtor musical português. Esteve por trás da gravação da produção e gravação de alguns dos mais importantes artistas dos anos 60, 70 e 80, tais como o José Mário Branco, Paulo de Carvalho, Amália, Heróis do Mar, Mão Morta ou Sérgio Godinho. É ainda um produtor ativo, trabalhando com Jorge Palma e Lavoisier na sua carrinha-estúdio.

Guest Speakers:

Mário Lopes (PT)

José Fortes (PT)

"Time Will Burn", Otavio Sousa e Marko Panayotis

10:00 - 18:00

2016, 80min.

O documentário Time Will Burn, de Marko Panayotis e Otavio Sousa, regista a cena de bandas que surgiu no final da década de 1980 e durou até a metade da década seguinte, exatamente entre o boom do Br- Rock (Titãs, Os Paralamas do Sucesso, Ultraje a Rigor, entre outras) e o boom de Raimundos e outras bandas na metade dos anos 90.

"Tecla Tónica", Eduardo Morais

10:00 - 18:00

2016, 100min.

Tecla Tónica é um olhar sobre a história da música electrónica portuguesa, desde os seus primórdios na década de 1960 até ao panorama actual. Este filme de Eduardo Morais, autor de vários documentários sobre música, alicerça-se em intervenções preciosas de alguns notáveis, tais como DJ Vibe, Vítor Rua ou José Cid. Uma oportunidade para se redescobrir a alquimia da pop electrónica nacional.

"Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94", Ricardo Alexandre

10:00 - 18:00

Nunca o rock foi tão brasileiro… e nunca o Brasil foi tão rock’n’roll quanto em meados dos anos 1990. Raimundos, Chico Science, Skank, Planet Hemp, Mundo Livre S/A e várias outras jovens bandas mudaram o jeito de fazer música elétrica no país, com muito mais originalidade e com qualidade internacional.

O quarto filme do jornalista Ricardo Alexandre conta toda essa história a partir de uma história menor: a do Banguela Records, a editora que os Titãs criaram ao lado do produtor Carlos Eduardo Miranda, lançando bandas como os Raimundos, Maskavo Roots, Graforreia Xilarmônica e outras.

"Liveurope Chapters", Ana Viotti, Carlota Caldeira e Joana Batista

10:30 - 18:00

Criada em 2014, a plataforma funciona como um selo de qualidade que garante o compromisso das salas de espectáculos com a promoção da diversidade europeia. O objectivo do Liveurope é o de incrementar a inclusão de novos e emergentes artistas europeus nas programações regulares de clubes e salas de concertos, ajudando-os a conquistar novos públicos além das fronteiras dos seus países.

Desde 2016, o Musicbox desenvolve uma série de mini-documentários com algumas das bandas que passam pela sala lisboeta chamados CHAPTERS.

05 Abr

Rethinking the digitalization of music: are streaming services providing another way of being indie?

14:00 - 15:00

A digitalização da música suscitou uma mudança na forma como consumimos e produzimos a música, entendida como sendo mais democrática e acessível. Com o surgimento dos serviços de streaming, os artistas podem usufruir de plataformas que possibilitam a distribuição da sua música online e a baixo custo, conferindo-lhes os meios que descartam a necessidade de estar a associado a qualquer editora ou outro intermediário. Mas será que podemos falar de independência?

Num período em que discutimos a liberdade da Internet e os limites da sua neutralidade, neste debate propomo-nos a discutir se a digitalização da música deu lugar à democratização da música, permitindo uma outra forma de ser indie, e quais os seus limites. Tendo em conta a importância da gestão de metadados, será ainda debatido o modo como os mesmos são tratados por estes serviços e como é que os artistas beneficiam dos mesmos.

[Talk in English] 

Guest Speakers:

Marine Elgrichi (FR)

Manuel Lopes Rocha (PT)

Hugo Hernández (ES)

Eamonn Forde (UK)

António Saraiva (PT)

The importance of venues in the cultural fabric of a city

15:30 - 16:30

Os clubes e salas de espectáculo de pequena e média dimensão contribuem de forma crucial para a vitalidade do ecossistema das cidades, fomentando o desenvolvimento de um ethos local bem como do turismo e da cultura. Para além disso, são espaços de experimentação que assumem um papel central no estabelecimento de circuitos de artistas, gerando oportunidades de formação de públicos. No entanto, esta parcela do sector da música ao vivo é afectada pelas políticas culturais das cidades que tendem a focar-se nos festivais de música e salas de grande dimensão.

A importância dos clubes e salas de espectáculo na dinamização do tecido urbano da cidade é discutida por Sérgio Hydalgo, programador da Galeria Zé dos Bois, Philip Kolvin QC, antigo Presidente da Comissão Nocturna londrina, e Andrey Guerre do Live DMA, rede europeia destinada a promover e a defender a música ao vivo. Contamos ainda com o testemunho de Paulo Furtado (The Legendary Tigerman), artista que continua a privilegiar as tours por clubes e salas de espectáculo.

[Talk in English] 

Guest Speakers:

Sérgio Hydalgo (PT)

Elise Phamgia (FR)

Paulo Furtado (PT)

Philip Kolvin QC (UK)

Audrey Guerre (FR)

Music Journalism: tools, strategies and targets

16:00 - 17:00

Nesta conversa, diferentes meios de comunicação especializados em música discutem quais as ferramentas e estratégias de comunicação levadas a cabo para a disseminação dos seus conteúdos na era da internet of things. Sendo a Internet um veículo facilitador da difusão da informação, com a maior eficácia e um número reduzido de caracteres, como é que o jornalismo musical se renova e mantém relevante, mantendo a sua missão de informar e formar públicos?

Guest Speakers:

Helienne Lindvall (UK)

Marta Salicru (ES)

Vítor Belanciano (PT)

Miguel Cadete (PT)

Luís Oliveira (PT)

Agents: Myths and Facts

17:00 - 18:00

Um painel com alguns dos agentes mais relevantes da Europa reúnem-se nesta conversa com o propósito de informar e esclarecer sobre os procedimentos e metodologias a que recorrem para colocar os seus artistas em circuitos internacionais e quais os factores determinantes para a selecção dos artistas que compõem os seus roasters.

Guest Speakers:

Isilda Sanches (PT)

Bob Van Heur (NL)

Cecile Communal (UK)

Miguel Garrido (ES)

Márcio Laranjeira (PT)

Brazilian Music Market Insights

15:30 - 16:30

O Brasil detém o maior mercado de música na América Latina, sendo um dos dez maiores mercados da indústria fonográfica a nível mundial. Agentes de relevância no mercado da música brasileira, responsáveis por colocá-lo nos circuitos internacionais de exportação da música, dão a conhecer as características e especificidades deste mercado.

 

Guest Speakers:

Fabricio Nobre (BR)

Eduardo Porto (BR)

Fabiana Batistela (BR)

Communication and content creation

10:30 - 12:30

Qual é o teu trabalho criativo de sonho? Como alcançá-lo em apenas alguns passos? A masterclass sobre comunicação e criação de conteúdos para da vasta experiência de Keith Vaz nos sectores da indústria da música, redes sociais, criação de conteúdos e audiovisual, gestão de equipas e negócios e realização de anúncios de publicidade. Keith vai partilhar aprendizagem de cada sector e, mais importante do que tudo, as chaves secretas para ter um trabalho criativo.

Guest Speakers:

Keith Vaz (UK)

From creation to remuneration: how to improve your revenues by better copyright management of your works?

14:30 - 15:30

Como a receita da indústria musical registou o seu segundo ano de crescimento em 2016, a gestão de direitos de autor é mais do que nunca crucial para artistas e profissionais do mercado. A receita de direitos autorais é o resultado de um bom gerenciamento de direitos autorais. Isso começa com o registro das obras, mas não é tudo. Como podemos lidar coletivamente com esta gestão de direitos cada vez mais desafiadora, complexa e cada vez mais internacional?

Guest Speakers:

Aline Jelen (FR)

Virginia Dias Caron (FR)

Meet the Brazilian: SIM São Paulo Reception

18:00 - 19:30

SIM São Paulo convida os profissionais a participarem numa sessão de networking com os profissionais brasileiros. ATR será o responsável pelo DJ set.

Keynote interview: Alain Lahana

10:30 - 11:30

Alain Lahana é promotor de concertos. Em 1977, criou o primeiro festival punk em França, que trouxe artistas como Clash, Police, entre outros. Fundou a Rat des Villes, promoveu concertos memoráveis, geriu e produziu artistas (Carla Bruni, Paul Personne) e promoveu concertos para artistas como Patti Smith, Iggy & the Stooges, Ayo, Rachid Taha e Saul Williams.

Guest Speakers:

Alain Lahana (FR)

Allan McGowan (UK)

06 Abr

Music and Activism

17:00 - 18:00

Contrariando a premissa de que os músicos estão a perder a sua ligação à política, artistas e outros agentes da música recuperam-na como um espaço politizado e de consciencialização. Neste debate, artistas que estão associados a causas de acção colectiva e activista e representantes de festivais que abordam causas sociais no seu programa discutem o impacto resultante de uma postura reivindicativa.

Guest Speakers:

Rui Portulez (PT)

José Moura (PT)

SONJA (PT)

Melissa Perales (DE)

Daniel Erlacher (AT)

Music Moves Europe – The EU's ambition for the music sector

11:30 - 12:30

Embora a UE se encontre numa encruzilhada entre visões políticas conflituosas, o debate sobre os valores e a identidade europeus nunca esteve em destaque na agenda. A cultura, antes um assunto não tratado no debate político da UE, está a tornar-se num tema quente neste contexto. E a música, sendo um dos maiores setores culturais e criativos, está agora no centro do debate.

“Music Moves Europe” é a ação levada a cabo pela União Europeia para preparar o caminho para um programa de financiamento da música europeia após 2020. Inicialmente desenvolvido em 2016 através de reuniões com as principais partes interessadas da indústria musical europeia para identificar os principais desafios enfrentados pelo setor , esta ação ambiciosa recebeu financiamento do Parlamento Europeu para desenvolver atividades-piloto em 2018. Em tempos de mudança na dinâmica da indústria, a ação Music Moves Europe pode mudar radicalmente a forma como os agente da música são apoiados, financiados e promovidos a nível europeu e mais além.

O nosso painel de oradores de alto perfil abordará a nova estratégia da UE para apoiar o setor da música, os vários desafios futuros e o ambicioso objetivo de criar o primeiro instrumento de financiamento europeu para todos os ramos do ecossistema musical.

Guest Speakers:

Fabien Miclet (FR)

Sophie Goosens (BE)

Susana Costa Pereira (PT)

Sofia Alves (PT)

Sarah Brunet (FR)

Matthieu Philibert (FR)

The now and then of Cape Verdean sounds

16:00 - 17:00

País de herança musical rica e berço do funaná, coladorea, morna ou batuque, a identidade musical de Cabo Verde reflecte a diversidade da região. A cena musical deste arquipélago começa a dar-se a conhecer através das novas tendências que pretendem ir além da world music, das quais resultam uma fusão de estilos tradicionais e contemporâneos. Alguns dos protagonistas na divulgação e pesquisas dos segredos mais bem guardados da música cabo-verdiana actual e do passado dão a conhecer a cena musical de Cabo Verde.

 

Guest Speakers:

Miriam Brenner (NL)

Wilson Vilares (AO)

Os Tubarões (CPV)

If it's a brand, think like it: music marketing strategies for bands

10:30 - 12:30

Matthew Errington, diretor da School of Music Business de Londres, partilha os seus conhecimentos sobre as estratégias de marketing musical que podem ajudar a construir a identidade de uma banda enquanto marca. Matthew também trabalha como manager de artistas, por isso, responderá às perguntas que lhe são mais vezes perguntadas: qual é a minha marca e como a defino, apuro e implemento?

Partindo da sua carreira, vai explicar os três elementos fundamentais à descoberta da identidade da tua marca e porque é que esta é tão importante. Depois, analisando como a implementar para o máximo efeito e entendendo porque é ter uma marca na música é mais importante do que nunca, neste mundo dominado pelo streaming, e como algumas mudanças te podem levar de centenas a milhões de plays.

Guest Speakers:

Matthew Errington (UK)

Meet the Brazilian

13:30 - 13:30

O mercado de música brasileiro é o maior mercado da América Latina e é um 10 maiores mercados de música na indústria fonográfica. Conhece os profissionais brasileiros responsáveis pela exportação da música brasileira.

Profissionais: Juliano Zappia (Sete Mares), Eduardo Porto (Let’s Gig/ Festival Contato), Fabiana Batistela (SIM SÃO PAULO), Fabricio Nobre (Festival Bananada), Andre Bourgeois (Urban Jungle), Rodrigo da Matta (BossaFM) e Anabela Cunha (Connecting Dots).

Guest Speakers:

Anabela Cunha (BR)

Fabricio Nobre (BR)

Eduardo Porto (BR)

Fabiana Batistela (BR)

André Bourgeois (BR)

Meet the Spanish - Reception

18:00 - 19:30

Sessão de networking com os delegados espanhóis. Profisisonais do Mercat de Música Viva de Vic, Moneky Week e Charco Música são alguns dos profissionais presentes.

Num ano, duplicámos o número de profissionais envolvidos e a soma de espectadores diários. A evolução do modelo do festival proporcionou extraordinários momentos de debate e formação, fomentando oportunidades de colaboração entre profissionais e agentes de todo o mundo.

O MIL comprovou a sua missão enquanto barómetro de divulgação das tendências da música popular alternativa, dando a conhecer uma diversidade de projectos nacionais e internacionais, com especial foco nos mercados de música dos países de língua portuguesa e europeu, assumindo-se como uma ponte de ligação entre os diversos continentes.

Lisboa foi o ponto de encontro dos 608 delegados e profissionais marcaram presença na edição no MIL. 232 artistas proporcionaram 76 actuações que aconteceram em 8 salas de espectáculos. Foram 2559 os espectadores que estiveram presentes durante os três dias do festival. 37 debates, masterclasses, keynotes, apresentações e encontros impulsionaram a rede profissional do MIL.

Lineup-179
2017

01 Jun

B Fachada (PT)

Benjamim (PT)

BISPO (PT)

Cachupa Psicadélica (CPV)

Capitão Fausto (PT)

Birdzzie & Cigarra (PT/BR)

Da Chick (PT)

DJ Firmeza (PT)

Douchka (FR)

FAON FAON (BE)

First Breath After Coma (PT)

Galgo (PT)

Lavoisier (PT)

Les Gordon (FR)

Leska (FR)

Marvel Lima (PT)

Mazgani (PT)

PAUS (PT)

Sensible Soccers (PT)

Midnight Ravers (UK/MA)

MOMO (BR)

Sonars (IT/UK)

Stone Dead (PT)

Sun Glitters (LUX)

Surma (PT)

Theo Lawrence & the Hearts (FR)

Theo Werneck (BR)

White Haus (PT)

02 Jun

Aamar (LUX)

Banda B'Leza (CPV)

Cave Story (PT)

CelesteMariposa (CPV)

Diron Animal (AO)

Duquesa (PT)

Golden Slumbers (PT)

Jibóia (PT)

Linda Martini (PT)

Luca Argel (BR)

DJ Maboku (PT)

Medeiros/Lucas (PT)

Scúru Fitchádu (PT)

Sunflowers (PT)

Éme (PT)

Mirror People (PT)

MOTTA (IT)

Quelle Dead Gazelle (PT)

Riding Pânico (PT)

Rocky Marsiano (PT)

Selma Uamusse (MOZ/PT)

Vaarwell (PT)

You Can't Win Charlie Brown (PT)

Xinobi (PT)

01 Jun

Adam Naas (FR)

01 Jun

Artist's rights in the digital era

18:30 - 19:30

Durante anos, as opções para o futuro da indústria musical foram imaginadas. Mas a revolução digital interrompeu a paisagem musical. Os fluxos comerciais mudaram e agora estão noutras mãos. Transparência e distribuição igualitária dos recursos e receitas da indústria musical são algumas das preocupações que afetam a indústria na era digital e serão debatidas nesta sessão.

Guest Speakers:

Virginia Dias Caron (FR)

Paulo Gouveia (PT)

Akotchayé Okio (BJ)

Casper Clausen (DK)

Raquel Laureano (PT)

Brazil: 210 million people you don't know, but you should

12:00 - 13:00

Quais são as principais características e comportamentos do maior mercado de música lusófona? Como é que se relaciona com o resto do mundo e quais são as melhores estratégias para alcançá-lo? Um painel de profissionais brasileiros vai falar sobre o atual mercado brasileiro e explicar quais as oportunidades que a indústria da música oferece no país.
*Este painel foi coorganizado pelo MIL e Adriana Belic.

Guest Speakers:

Fabiana Batistela (BR)

Adriana Belic (BR)

Ana Paula Fava (BR)

Marcos Passarini (BR)

Maria Rita Stumpf (BR)

Build a band

14:00 - 15:00

Muitos artistas constroem as suas carreiras num determinado lugar, mas, ao mesmo tempo, têm ambição de ir mais longe e ganhar reconhecimento internacional. Como planear uma campanha internacional de forma a chegar aos principais mercados europeus e internacionais? Esta palestra reúne um painel de especialistas e profissionais internacionais de diferentes setores da indústria da música, para apresentar e falar sobre os vários tipos de campanhas e estratégias-chave para promover artistas e seu trabalho internacionalmente.

Guest Speakers:

Pedro Trigueiro (PT)

Clotaire Buche (FR)

Allan McGowan (UK)

Paulo Ventura (PT)

Clementine Bunel (UK)

The Happy City

15:30 - 16:30

De que forma é que uma cidade se pode tornar mais atraente para os artistas e o público? Que fatores e mecanismos estão por trás da transformação de uma cidade num pólo criativo e artístico? A primeira edição do MIL reunirá um grupo de profissionais que analisará essas questões – abordando-as através de critérios económicos, políticos, artísticos, sociais e demográficos de diferentes cidades do mundo – para melhor compreender a cidade como um importante pólo criativo e artístico.

Guest Speakers:

António Brito Guterres (PT)

Joana Gomes Cardoso (PT)

João Seixas (PT)

José Mateus (PT)

Nuno Galopim (PT)

Paula André (PT)

Politcs and contemporary pop music: a possible relationship?

15:00 - 16:00

Esta sessão explorará o papel da política na indústria musical e considerará como esse relacionamento opera em diferentes regiões do mundo. Numa época em que os subsídios públicos para os setores culturais e criativos estão a diminuir, precisamos de pensar em formas alternativas de distribuir os recursos disponíveis. Existe uma maneira melhor de repensar o planeamento da cidade e reavaliar as políticas sociais e culturais, de forma a alcançar novas ambições culturais?

Guest Speakers:

Paula Guerra (PT)

Aurélie Fontaine (LUX)

Gunnar K.Madsen (DK)

Gustavo Cardoso (PT)

Rui Vieira Nery (PT)

The creative force of independent labels on the music market

16:00 - 17:00

O advento da tecnologia digital trouxe mudanças radicais ao relacionamento entre os diferentes elementos dentro da indústria musical. Neste debate, será discutido o papel das editoras independentes e a sua relação com a indústria musical. Com a crise económica, as grandes editoras renunciaram parcialmente ao papel de acompanhar os artistas que representavam. Estes desenvolvimentos beneficiaram ou paralisaram o progresso das editoras independentes? Como é que estes órgãos independentes contribuem para o processo criativo? Além disso, como eles veem o seu futuro na era digital?

Guest Speakers:

Rui Portulez (PT)

José Moura (PT)

Wilson Vilares (AO)

Hugo Ferreira (PT)

Céline Frezza (FR)

02 Jun

Artists and managers: reinventing a collaboration in progress

16:30 - 17:30

Uma das funções do gerente é de se adaptar à realidade do artista. Hoje em dia, a relação artista-manager é constantemente desafiada por novos elementos como as novas tecnologias, a crise económica ou as inúmeras possibilidades que as redes sociais oferecem. Qual é o papel principal de um manager na carreira de um artista? Financiar singles de estreia? Negociar novos contratos? Produzir vídeos e conteúdo para redes sociais? Qual é o papel do manager na coleta de royalties e direitos relacionados? O manager precisa de dominar todos os truques do manual de instruções da indústria? A partir destas questões, será debatida a relação entre o artista e o manager, tendo em consideração as constantes mutações que o próprio setor impõe ao artista e ao processo criativo, produção e distribuição.
*Este painel tem a curadoria da ETIC.

Guest Speakers:

Miguel Magalhães (PT)

Miguel Leite (PT)

Paulo Ventura (PT)

Alex d'Alva Teixeira (PT)

Mafalda Veiga (PT)

Lusophone market 2030

14:00 - 15:00

A ideia de um mercado com 270 milhões de consumidores está em debate e representa novas oportunidades. Esta sessão propõe uma reflexão sobre as principais características dos diferentes mercados de língua portuguesa.
*Este painel foi coorganizado pelo MIL e Adriana Belic.

 

Guest Speakers:

Adriana Belic (BR)

Ivan Santos (CV)

Carlos Kessel (BR)

Manuel Silva (PT)

Luís Viegas (PT)

Music: History and trends in the portuguese speaking territory

17:30 - 18:30

Ao longo da história, diferentes ritmos e culturas se cruzaram nos territórios de língua portuguesa, gerando muita diversidade e novas expressões culturais. Com o tempo, eles foram traduzidos para linguagens musicais inovadoras. Neste debate, propomos uma viagem cronológica pela história dos sons lusófonos, orientada por jornalistas e programadores que irão partilhar músicas e ritmos que espelham a originalidade e criatividade da produção musical nestes países

Guest Speakers:

Carlos Martins (PT)

João Gomes (PT)

Pedro Coquenão (AO)

Rui Miguel Abreu (PT)

Portuguese market: state of the art

18:30 - 19:30

Nesta sessão, será debatida a indústria musical portuguesa. Como estamos a ir e para onde vamos? Através de uma reflexão sobre os problemas que afetam o sector e de uma análise de boas práticas, esta conversa pretende fazer um balanço do presente e do futuro da indústria da música em Portugal.
*Este painel tem a curadoria da Why Portugal.

Guest Speakers:

David Santos (PT)

João Vieira (PT)

John Gonçalves (PT)

Jorge Bizarro (PT)

The art of programming

12:00 - 13:00

Quais são os principais critérios de contratação de um artista para um festival? Quais são os cenários possíveis? Que problemas e abordagens podemos prever? De vendas à interação nas redes sociais e cobertura da imprensa, quais são os indicadores de audiência mais relevantes? Como é que a relação do programador musical com os demais profissionais do setor afeta o seu trabalho? Estas e outras questões serão debatidas por um grupo de programadores europeus que se reunirão para falar sobre o seu trabalho e partilhar a sua visão sobre os principais desafios da arte da programação musical.

Guest Speakers:

Isilda Sanches (PT)

Fruzsina Szep (DE/HU)

Aziliz Benech (FR)

Vanessa Careta (PT)

Steve Zapp (UK)

A primeira edição do MIL reuniu 332 delegados e profissionais e 218 artistas. Foram realizados 52 espetáculos em 6 salas e 12 debates, masterclasses e keynotes.

Lineup-176
open modal